« Voltar

PJe 2.0 é apresentado para a Oitava Região

 
Na última terça-feira (12) foi realizada a apresentação do PJe 2.0 para os usuários da 8ª região. A nova versão do sistema, desenvolvida pelo CSJT, promete mais agilidade e facilidade no seu uso, além de um visual mais prático e intuitivo. Entre as novas funcionalidades do PJe 2.0 está a possibilidade de se utilizar qualquer navegador de internet e a possibilidade de escolher entre os assinadores Shodô e PJeOffice.

Entre os presentes na apresentação estavam a presidente do TRT8, desembargadora Suzy Koury, o corregedor regional, desembargador Walter Paro e o coordenador da comissão do PJe na 8ª Região, desembargador Sérgio Rocha. Além disso, representantes da OAB e do TJ-PA, além de integrantes da Comissão Nacional do PJe.

Em sua fala durante a apresentação da nova versão, a presidente do TRT8, desembargadora Suzy Koury se disse feliz pela participação do TRT8 no projeto piloto dessa versão. “Pra mim é muito significativo esse momento, porque neste ano ainda nós terminamos de implantar o PJe em todas as Varas da 8ª Região. Com isso, nós conseguimos dar um passo para ficar ao lado de outros tribunais e ao mesmo tempo entrar na versão 2.0, e agradeço muito ao desembargador Sérgio Rocha, que é o reitor desse projeto aqui dentro do Tribunal”, pontuou.

Inicialmente, a nova versão do sistema será instalada na 10ª VT de Belém, na 1ª VT de Macapá, na 1ª VT de Parauapebas e no gabinete do desembargador Sérgio Rocha. O coordenador regional do PJe na 8ª região, juiz Fernando Bessa, ressaltou a importância para o TRT8 de ser um dos pioneiros na implantação do PJe. “É uma satisfação muito grande para nós enquanto Tribunal, enquanto Justiça do Trabalho, fazer parte de um marco importante para essa justiça especializada. Esse pioneirismo nos coloca em uma posição de protagonismo, porque nós estamos tendo a oportunidade de usufruir de uma ferramenta totalmente nova, que foi desenvolvida pensando em uma melhor performance para o usuário, tanto interno quanto externo”, ressaltou Fernando Bessa.

Para o juiz Fabiano Coelho de Souza, coordenador nacional do PJe na Justiça do Trabalho, o PJe 2.0 representa uma nova era para a justiça, pois facilita o acesso do usuário focando em três pontos: a usabilidade, a performance e a personalização. “A 2.0 é uma nova era que se abre no Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho, porque a ferramenta é uma reescritura de ferramentas que já existem hoje [...] Os usuários vão perceber que está muito mais fácil a experiência, até a questão da capacitação para os tribunais vai ficar bem mais tranquila, porque o sistema é muito intuitivo, as pessoas entram e naturalmente vão perceber como trabalhar”, afirmou o magistrado.

Mudanças
Inicialmente, as mudanças serão principalmente para o público interno, tanto magistrados como servidores. Para o público externo serão feitas mudanças posteriores. Com base nisso, a advogada Ana Ialis Baretta, presidente da Comissão PJe na OAB-PA, espera que as mudanças para os magistrados agilizem os trabalhos também dos advogados. “As principais alterações desta nova versão são internas para os magistrados, mas para nós advogados vai gerar uma agilidade maior. E para o magistrado, como melhorará o trabalho dele, nós acreditamos que ele poderá otimizar o tempo, produzir mais, então consequentemente, isso nos afeta de forma positiva” concluiu a advogada.

As principais mudanças da versão 2.0 são:
• Uso do sistema a partir de dispositivos móveis;
• Utilização dos assinadores digitais Shodô e PJeOffice;
• Escaninho
• Mapa para acesso direto à consulta pública de processos em todos os TRT’s
• Menu dinâmico de acesso rápido
• Opção de alteração do órgão julgador
• Campo de busca de processos pela numeração
• menu lateral com as funcionalidades;
• Painel específico para magistrados
• Marcar documentos como favoritos
• Gráfico quantitativo de processos atribuídos a cada servidor

Fonte: TRT8

 

Divisão de Comunicação do CSJT
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
É permitida a reprodução mediante citação da fonte.
(61) 3043-4907