Menu de Navegação

Notícias

null Começa capacitação de multiplicadores do PJe-JT

Começa capacitação de multiplicadores do PJe-JT


19/06/2012 - Começou nesta segunda-feira (18/06) o 1º Curso de Formação de Formadores em Processo Judicial Eletrônico (PJe), organizado pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat) e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT).

Participaram da cerimônia de abertura, a vice-presidente, no exercício da Presidência do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho
Superior da Justiça do Trabalho, ministra Maria Cristina Irigoyen Peduzzi, o diretor da Enamat, ministro Aloysio Corrêa da Veiga e a ministra Maria de Assis Calsing, membro do Conselho Consultivo da Escola.

A ministra Peduzzi falou, aos magistrados e servidores da Justiça do Trabalho que participam do curso, que o PJE inaugura um novo tempo, trazendo avanços significativos tanto para os serventuários como para os jurisdicionados, facilitando o acesso à Justiça, empenhando maior celeridade aos processos e contribuindo para a preservação do meio ambiente, dentre outras muitas vantagens. Ela destacou a importância do curso e o papel fundamental dos multiplicadores no processo de instalação do PJe na Justiça do Trabalho.

O ministro Aloysio assinalou que a Justiça passa por uma verdadeira revolução, com uma movimentação nunca antes vista para a mudança do processo físico pelo eletrônico.  “Toda a sociedade está voltada para essa mudança de vanguarda, um caminho sem volta rumo à modernização, que implica em mudança de costume e de postura dos magistrados e servidores da Justiça”.

Segundo o ministro, a força-tarefa conduzida pela Enamat e pelo CSJT para a capacitação de servidores e magistrados é um passo importantíssimo para o êxito do projeto. “Somos os atores e realizadores dessa revolução, com capacidade de multiplicação do conhecimento, trabalhando para que o projeto tenha o êxito desejado. Nesse sentido, a Enamat abre suas portas para receber e capacitar os multiplicadores de forma a contribuir com o sucesso dessa implantação”.


Aula inaugural

O juiz Alexandre Azevedo Silva, auxiliar da Presidência do CSJT, conduziu a aula inaugural, realizada no auditório Mozart Vítor Russomano, no 5º andar do Bloco B do TST. Ele fez um relato sobre a contextualização do PJE na história da Justiça do Trabalho, sua estrutura e planejamento de execução.

A segunda e última aula do dia coube ao juiz Bráulio Gabriel Gusmão, da 4ª Vara do Trabalho de Curitiba/PR. Ele discorreu sobre os elementos do Processo Eletrônico.
O CFF está sendo realizado em duas fases, sendo a primeira presencial, com encerramento no dia 20 de junho, e a segunda a distância. O curso possui conteúdos teóricos e atividades práticas, notadamente em ambiente de treinamento especialmente desenvolvido para reproduzir as funcionalidades a serem operadas, e ainda trocas de experiências com outros Magistrados.

Ato Conjunto

A 1ª Turma Nacional de Multiplicadores do Pje-JT foi instituída por Ato Conjunto do CSJT e Enamat. A criação da turma teve como objetivo atender os prazos dispostos no cronograma de implantação do sistema aprovado pelo CSJT, bem como atender a Meta 15, estabelecida junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A norma prevê a implantação, até o mês de dezembro deste ano, do módulo de 1º grau do PJe-JT em pelo menos 10% das Varas do Trabalho de cada um dos 24 TRTs e do módulo de 2º grau em todos os Regionais.

A 1ª Turma de Multiplicadores é subdividida em cinco equipes que vão atuar nas cinco regiões geográficas. As equipes são formadas por um desembargador, um juiz, quatro servidores de 1º grau e quatro servidores de 2º grau. Todas as ações de capacitação serão acompanhadas e orientadas pelo CSJT e Enamat, que também serão responsáveis pelos conteúdos. A Turma deverá, ainda, cumprir o cronograma de capitação já definido para a implantação do PJe-JT em toda a Justiça do Trabalho.

A força nacional será incumbida de treinar magistrados e servidores das unidades pilotos. Também serão capacitados multiplicadores regionais indicados pelas Escolas Judiciais e áreas de capacitação. Esses multiplicadores regionais, por sua vez, difundirão o conhecimento adquirido, treinando usuários em suas respectivas regiões.

(Cláudia Valente/Enamat e Noemia Colonna/CSJT)
 

Rodapé Responsável DCCSJT

Conteúdo de Responsabilidade da SECOM/TST
Telefone: (61) 3043-7882
E-mail: secom@tst.jus.br