Menu de Navegação

Notícias

null Ministro do TCU fala sobre governança a diretores de TI

Ministro do TCU fala sobre governança a diretores de TI


24/04/2012 – A Governança de Tecnologia da Informação na Administração Pública foi tema de palestra proferida, nesta terça-feira (24/04), pelo ministro Augusto Sherman, do Tribunal de Contas da União (TCU), a diretores de TI da Justiça do Trabalho.

“A tecnologia hoje é um recurso estratégico dentro de qualquer organização, seja pública e privada. A forma de cuidar desse recurso estratégico é a governança de Tecnologia da Informação, que são métodos, procedimentos, conjuntos de processos e ações capacitação que ajudam a organizar a área”, afirmou o ministro. 

Para que as ações de informática sejam eficientes, é imprescindível envolver outros setores. “A Tecnologia da Informação não existe por si mesma. Ela serve para suportar as atividades da área de negócio, que compreende as atividades finalísticas das organizações públicas. Toda atividade finalística, seja no setor financeiro, contábil ou judicial, precisa de suporte da área de tecnologia. Na tomada de decisão sobre TI, essas áreas têm de participar, pois são elas as maiores beneficiadas”, frisou.

O ministro reforçou a importância do monitoramento de resultados para o sucesso das práticas de governança. “A ciência da administração hoje diz que eu só consigo administrar aquilo que eu consigo medir. Se eu não monitoro, eu não estou fazendo administração”, disse.

As considerações feitas na palestra foram bem recebidas pelos diretores de TI. “Achei muito importante algumas abordagens que foram colocadas relativas à relevância da alta administração ter o domínio deste tema e estar coordenando o processo de governança de TI, juntamente com a área de TI”, disse Cláudia Cristina Jorge, diretora de TI do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (BA).

Para Gilberto Farias, diretor de TI do TRT da 3ª Região (MG), outro aspecto de destaque na palestra foi a apresentação de parâmetros de eficiência reconhecidos pelo TCU.  “A TI está entrando em uma nova fase, em que a Justiça vai se utilizar muito mais e ter maior dependência das ferramentas. Então, ter noção dos parâmetros que são usados para medir a governança de TI, principalmente por parte do TCU, que vem nos auditando, é muito relevante para que a gente repasse para alta administração e ela tome as providências necessárias para consolidar os procedimentos de TI dentro da organização”.

(Patrícia Resende/CSJT)

Rodapé Responsável DCCSJT

Conteúdo de Responsabilidade da SECOM/TST
Telefone: (61) 3043-7882
E-mail: secom@tst.jus.br