Menu de Navegação

Notícias

null PJe-JT é instalado com sucesso em São Gabriel do Oeste-MS

PJe-JT é instalado com sucesso em São Gabriel do Oeste-MS


21/09/2012 - A partir de agora, todos os novos processos da Vara do Trabalho de São Gabriel do Oeste, em Mato Grosso do Sul, só tramitarão de forma virtual. Na manhã desta sexta-feira (21/09), foi realizada com sucesso a instalação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) na unidade.

Participaram da solenidade o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, desembargador Marcio Vasques Thibau de Almeida, o vice-presidente, desembargador Francisco das C. Lima Filho, o Juiz Wellington Sebastião Gonçalves, titular da vara, a presidente da OAB-Seccional de São Gabriel do Oeste, Célia Regina Bernardo da Silva, além de servidores e advogados.

A Vara do Trabalho de São Gabriel é a segunda em Mato Grosso do Sul a implantar o sistema. Em Ponta Porã, o PJe-JT já é realidade desde o dia 20 de julho.  Magistrados e servidores foram capacitados para utilizar o sistema eletrônico e vão auxiliar advogados e partes. Na última segunda-feira (17/09), advogados trabalhistas e procuradores também receberam treinamento específico.

O Projeto

O PJe é um sistema de informática criado para dar fim à tramitação de processos na forma de papel.  A ferramenta foi escolhida pelo Conselho Nacional de Justiça como o sistema virtual que deverá ser utilizado por todo o Judiciário e está sendo elaborada em parceria com diversos tribunais brasileiros.

No âmbito da Justiça do Trabalho, as funcionalidades específicas do processo trabalhista - PJe-JT  -  estão sendo desenvolvidas por uma equipe de cerca de 50 servidores de Tecnologia da Informação, cedidos por Tribunais Regionais do Trabalho e pelo Tribunal Superior do Trabalho, sob a coordenação do Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Vantagens

São inúmeras as vantagens trazidas pelo sistema. Uma delas é a acessibilidade. Qualquer pessoa com acesso ao computador pode consultar um processo em que seja parte, sem ter que se deslocar até a Vara do Trabalho ou Tribunal correspondente. Além disso, os advogados podem ingressar com ações 24 horas por dia, onde quer que estejam, seja em casa ou no escritório. 

Outra vantagem é a celeridade trazida ao processo. No sistema virtual, os passos são automáticos, não havendo necessidade de ações burocráticas - como grampear, carimbar, fazer registros manuais -  para dar andamento ao processo. Com isso, se ganha tempo e as ações e recursos chegam mais rapidamente aos magistrados para julgamento.

Destaca-se, ainda, a economia trazida aos cofres públicos, com a redução de gastos com papel e insumos. Também não há necessidade de grandes edifícios para guarda e arquivo de processos. 

(Fonte: TRT da 24ª Região/MS)

Rodapé Responsável DCCSJT

Conteúdo de Responsabilidade da SECOM/TST
Telefone: (61) 3043-7882
E-mail: secom@tst.jus.br