Ir para o conteúdo

Cejusc 2° Grau no Piauí realiza tentativa de conciliação entre SINTETRO e SETUT - CSJT2

Aplicações Aninhadas

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Aplicações Aninhadas

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Conciliação Trabalhista - Início - Banner Superior Direito

 

Banner2 Rotativo - Conciliação Trabalhista

Publicador de conteúdo web (Global)

NOTÍCIAS
 

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Cejusc 2° Grau no Piauí realiza tentativa de conciliação entre SINTETRO e SETUT

O objetivo foi encerrar o movimento grevista de motoristas e cobradores que teve início no dia 08 de fevereiro deste ano, na capital. 

18/02/2021 - O Centro Judiciário de Solução de Disputas do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (CEJUSC-JT 2° Grau/PI), cujo coordenador é o Desembargador Manoel Edilson Cardoso, realizou reunião presencial com a participação de representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Piauí (SINTETRO-PI) e do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) com intuito de mediar uma conciliação entre as partes a fim de encerrar o movimento grevista de motoristas e cobradores que teve início no dia 08 de fevereiro deste ano, na capital. 

Representantes do SINTETRO-PI reivindicam o pagamento dos salários atrasados do mês de janeiro, a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho e o pagamento de benefícios (ticket alimentação e plano de saúde) que foi acordado ainda em 2020. “O SETUT colocou algumas propostas e o SINTETRO-PI vai levar para os trabalhadores debaterem. O nosso sentimento é que possamos evoluir não só no pagamento do salário atrasado, mas no pagamento dos benefícios como ticket alimentação e plano de saúde”, informou Ajuri Dias, Presidente do SINTETRO-PI. 

O Vice-presidente do SETUT, Marcelino Lopes, informou que os repasses de verba realizados pela Prefeitura de Teresina estão em atraso, tanto os R$ 2 milhões e 200 mil reais referentes aos benefícios, quanto os valores referentes aos salários dos trabalhadores. “Consideramos esta reunião de grande importância, pois voltamos a sentar e conversar, agora com a mediação do TRT, para nos ajudar a encontrar uma forma de atender as reivindicações do SINTETRO-PI. Esperamos contar com a participação de representantes da Prefeitura de Teresina na próxima reunião”, disse. 

Mesmo sem ter chegado a um acordo, o Desembargador Manoel Edilson Cardoso considera que a reunião teve um efeito positivo ao promover um canal de diálogo entre as partes. “A conciliação é a melhor forma de chegarmos a uma solução para o atual impasse e dar um fim a greve que tantos transtornos e prejuízos traz a população”, concluiu.

Fonte: TRT da 22ª Região (PI)

Ver todas as notícias

Conciliação Trabalhista - Início - Banner Publicidade

Aplicações Aninhadas

Aplicações Aninhadas

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 1

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 2

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 3