Ir para o conteúdo

Vara do Trabalho de Curitibanos (SC) homologa acordo de R$ 1,5 milhão para 270 trabalhadores - CSJT2

Aplicações Aninhadas

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Aplicações Aninhadas

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

NOTÍCIAS
 

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Vara do Trabalho de Curitibanos (SC) homologa acordo de R$ 1,5 milhão para 270 trabalhadores

O juiz titular da Vara do Trabalho de Curitibanos, Ozéas de Castro, homologou um acordo judicial de R$ 1,5 milhão entre uma fabricante de papel e celulose e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel, Papelão e Cortiça de Correia Pinto, município que integra a região metropolitana de Lages (SC). A negociação põe fim a uma disputa que durou mais de uma década e vai beneficiar 270 trabalhadores.

O caso teve início em 2004, quando o sindicato e a fábrica não chegaram a um acordo para revisar os turnos de trabalho — as caldeiras usadas nesse tipo de indústria exigem o revezamento constante de trabalhadores. Alegando que a empresa descumpria a jornada máxima de 42,5 horas prevista na categoria profissional, o sindicato pediu o pagamento de horas extras, descanso semanal remunerado e reflexos previdenciários.

Em 2008 a empresa foi condenada em primeira instância, mas o processo foi objeto de vários recursos para o Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC) e chegou a ser julgado também no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília. Anos mais tarde, as empresas da região concordaram em modificar a jornada dos trabalhadores e adotar um sistema com seis dias de trabalho por quatro dias de folga, minimizando as oscilações dos horários de entrada e saída e favorecendo a maior regularidade das folgas no calendário semanal.

De acordo com o sindicato, cada trabalhador receberá uma quantia que irá variar entre R$ 800 e R$ 7 mil. A entidade representante dos empregados também informou que, devido às restrições de circulação nas agências bancárias, o pagamento só deve ser concluído em julho.

Fonte: TRT da 12ª Região (SC)

Conciliação Trabalhista - Início - Banner Publicidade

Aplicações Aninhadas

Aplicações Aninhadas

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 1

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 2

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 3