Banner rotativa - Conciliação Trabalhista

Título do Conciliômetro 2018 - Coluna 30

Conciliação Trabalhista

Dados Finais

Conciliômetro 2019 - Coluna 30

0
28.636
 
GRANDE PORTE: 1º - TRT15          2º - TRT02          3º - TRT01          MÉDIO PORTE: 1º - TRT05          2º - TRT06          3º - TRT12          PEQUENO PORTE: 1º - TRT22          2º - TRT14          3º - TRT16         

 

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Eletricitários terceirizados da Coelce/Enel garantem acordo após 11 meses de negociações

Processo tramitou no TRT da 7ª Região (CE)

No dia 18/12, eletricitários terceirizados da Coelce/Enel - distribuidoras de energia elétrica no Ceará - aprovaram a proposta final das empresas para a Convenção Coletiva de Trabalho 2020-2022. Foi o desfecho de um impasse que se arrastava por 11 meses. A negociação foi realizada pelo Centro de Conciliações (Cejusc) do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (CE), em sessão de dissídio coletivo, mediada pelo desembargador Antonio Parente, e com participação do Ministério Público do Trabalho no Ceará (MPT-CE) e dos sindicatos dos trabalhadores (Sindeletro) e patronal (Sindienergia). A sessão por videoconferência foi transmitida pelo canal do TRT no YouTube.

A categoria se manteve em greve por cinco dias. Diante da pressão do movimento paredista, a proposta manteve as cláusulas asseguradas na atual convenção, garantindo reajuste salarial de 4,7%. Para 2021, a correção salarial será a inflação mais 0,5%. O valor retroativo dos reajustes, desde fevereiro (data-base da categoria), será pago a partir de janeiro de 2021: 60% em janeiro e 40% em fevereiro. As empresas que já efetuaram os pagamentos terão de fazer a complementação dos valores.

Os dias de greve não serão descontados dos salários, mas serão compensados a partir de abril do próximo ano (um dia a cada dois meses).

Veja a íntegra da sessão:

Fonte: TRT da 7ª Região (CE)