Banner rotativa - Conciliação Trabalhista

Título do Conciliômetro 2018 - Coluna 30

Conciliação Trabalhista

Dados Finais

Conciliômetro 2019 - Coluna 30

0
28.636
 
GRANDE PORTE: 1º - TRT15          2º - TRT02          3º - TRT01          MÉDIO PORTE: 1º - TRT05          2º - TRT06          3º - TRT12          PEQUENO PORTE: 1º - TRT22          2º - TRT14          3º - TRT16         

 

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Cejusc 2° Grau no Piauí realiza tentativa de conciliação entre SINTETRO e SETUT

O objetivo foi encerrar o movimento grevista de motoristas e cobradores que teve início no dia 08 de fevereiro deste ano, na capital. 

18/02/2021 - O Centro Judiciário de Solução de Disputas do Tribunal Regional do Trabalho da 22ª Região (CEJUSC-JT 2° Grau/PI), cujo coordenador é o Desembargador Manoel Edilson Cardoso, realizou reunião presencial com a participação de representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Piauí (SINTETRO-PI) e do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) com intuito de mediar uma conciliação entre as partes a fim de encerrar o movimento grevista de motoristas e cobradores que teve início no dia 08 de fevereiro deste ano, na capital. 

Representantes do SINTETRO-PI reivindicam o pagamento dos salários atrasados do mês de janeiro, a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho e o pagamento de benefícios (ticket alimentação e plano de saúde) que foi acordado ainda em 2020. “O SETUT colocou algumas propostas e o SINTETRO-PI vai levar para os trabalhadores debaterem. O nosso sentimento é que possamos evoluir não só no pagamento do salário atrasado, mas no pagamento dos benefícios como ticket alimentação e plano de saúde”, informou Ajuri Dias, Presidente do SINTETRO-PI. 

O Vice-presidente do SETUT, Marcelino Lopes, informou que os repasses de verba realizados pela Prefeitura de Teresina estão em atraso, tanto os R$ 2 milhões e 200 mil reais referentes aos benefícios, quanto os valores referentes aos salários dos trabalhadores. “Consideramos esta reunião de grande importância, pois voltamos a sentar e conversar, agora com a mediação do TRT, para nos ajudar a encontrar uma forma de atender as reivindicações do SINTETRO-PI. Esperamos contar com a participação de representantes da Prefeitura de Teresina na próxima reunião”, disse. 

Mesmo sem ter chegado a um acordo, o Desembargador Manoel Edilson Cardoso considera que a reunião teve um efeito positivo ao promover um canal de diálogo entre as partes. “A conciliação é a melhor forma de chegarmos a uma solução para o atual impasse e dar um fim a greve que tantos transtornos e prejuízos traz a população”, concluiu.

Fonte: TRT da 22ª Região (PI)