Voltar

CSJT lança nova versão do PJe da Justiça do Trabalho

O Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) lançou no último dia 29/6 a versão 2.2 do sistema Processo Judicial Eletrônico (PJe). A partir de agora, cada nova versão terá o nome de árvores brasileiras consideradas nobres. A 2.2 levará o nome de “Ipê” por ter sido lançada no inverno, época em que essas árvores, características do Cerrado e do Pantanal brasileiros, florescem.

O presidente do CSJT e do TST, ministro Brito Pereira, destacou que o PJe está sempre sendo aprimorado. “Até o fim do biênio, estão previstas outras três versões, além da que lançamos hoje”, afirmou. A versão Ipê deverá ser implantada, em caráter piloto, nos Tribunais Regionais do Trabalho da 13ª, da 15ª e da 22ª Regiões.

Para o coordenador Nacional do PJe e juiz auxiliar da Presidência do CSJT e do TST, Fabiano de Abreu Pfeilsticker, a estratégia agora é designar apenas uma parte dos TRTs para realizar a implantação de cada nova versão do PJe em produção. “Dessa forma, será possível otimizar o trabalho, racionalizar esforços e diminuir os impactos decorrentes do eventual surgimento de inconsistências após a implantação de uma nova versão do PJe na Justiça do Trabalho”, explicou Pfeilsticker.

“Não faz sentido que todos os Tribunais implantem uma nova versão simultaneamente, antes que se possa eliminar por completo eventuais defeitos, muitas vezes impossíveis de serem detectados na fase de testes em ambiente de homologação", concluiu o coordenador Nacional do PJe.

O PJe está implantado em todos os órgãos jurisdicionais de 1º e 2º graus e no TST, contando atualmente com cerca de 14,5 milhões de processos em tramitação.

(Divisão de Comunicação do CSJT)