Voltar

Trabalhadores de antiga indústria de biodiesel receberão R$ 3 milhões em verbas rescisórias

O Posto Avançado de Porangatu conseguiu finalizar a execução de 105 processos que tramitavam desde de 2013 contra a antiga Bionasa Combustíveis S/A, voltada à produção de biodiesel na região norte de Goiás. O complexo industrial foi a leilão no dia 18 de outubro e comprado por R$ 26,1 milhões, o que permitirá o pagamento de verbas rescisórias a 130 ex-empregados.

O complexo industrial voltado à produção de Biodiesel funcionou por poucos anos naquela região, mas que deixou diversos trabalhadores sem o devido pagamento de suas verbas. A execução foi direcionada para a venda de todo o complexo industrial, sendo necessária a nomeação de empresa especializada para a realização de laudo avaliativo, dada a complexidade dos bens que o compunham.

Após a solução de todos os entraves, o leilão foi realizado com sucesso, vencendo o lance 26,1 milhões oferecido pela empresa Olfar Alimento e Energia S/A. De acordo com a diretora do Posto Avançado de Porangatu, Adriana Almeida, a unidade já expediu mandado para entrega do complexo à empresa arrematante. A intenção é viabilizar o pagamento de todos os credores trabalhistas ainda este ano.

De acordo com José Carlos Weschenfelder, um dos proprietários da empresa Olfar Alimento e Energia, a venda da Bionasa provocará impacto ambiental e social positivo na região, com a geração de empregos diretos e indiretos, uma vez que a empresa devedora, que estava praticamente abandonada, será reativada. A previsão é d e reinício das atividades da indústria até o segundo semestre de 2019.

Fonte: TRT 18

 


_____________________________________________
Conteúdo de Responsabilidade da DCCSJT
Divisão de Comunicação
Email: comunica@csjt.jus.br
Telefone: (61) 3043-4907