Voltar

Pleno do TST homologa resultado final do 1º Concurso Nacional para ingresso na Magistratura

 

Em sessão realizada nesta terça-feira (18), o Pleno do Tribunal Superior do Trabalho homologou o resultado final do primeiro Concurso Público Nacional Unificado para ingresso na carreira da Magistratura do Trabalho. O certame chega ao final com 229 candidatos aprovados dos quais 223 pela lista geral, 3 candidatos com deficiência e 18 candidatos autodeclarados negros. Os números se sobrepõem visto que alguns dos candidatos que estiveram concorrendo às vagas reservadas foram habilitados na lista geral. O resultado final será publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho (DEJT) nesta quinta-feira, (20).

O presidente da Comissão Executiva do Concurso, ministro do TST Hugo Carlos Scheuermann, fez um breve relato dos dados e das etapas do concurso e informou que o relatório será enviado aos ministros. “Por ser o primeiro concurso nacional, ele é também histórico. Graças ao apoio do presidente do TST, ministro Brito Pereira, dos componentes das comissões Executiva e da Prova Oral, o concurso foi um sucesso”, pontuou.

Primeiras etapas
O Concurso Nacional teve cinco etapas. Inicialmente, 13.604 participantes candidataram-se às vagas oferecidas no certame, entre os quais 282 concorreram às vagas reservadas aos candidatos com deficiência, e 2.004 concorreram às vagas reservadas aos candidatos autodeclarados negros. 

Após a primeira etapa, com a aplicação da prova objetiva, classificaram-se 1.146 candidatos na lista geral, 36 na lista de candidatos com deficiência e 268 na lista de candidatos negros.

Na segunda etapa, de prova discursiva e de sentença, habilitaram-se 508 candidatos na lista geral, 10 na lista de candidatos com deficiência e 65 na lista de candidatos autodeclarados negros, após a correção da prova discursiva. Realizada a correção da prova de sentença, foram habilitados 271 candidatos na lista geral, 3 na lista de candidatos com deficiência e 31 na lista de candidatos negros.

A terceira etapa compreende a inscrição definitiva, o exame de sanidade física e mental,  a sindicância da vida pregressa e investigação social e a avaliação dos candidatos que concorreram às vagas reservadas (pessoa com deficiência e autodeclarados negros). Foram habilitados 260 candidatos na lista geral, 3 na lista de candidatos com deficiência e 21 na lista de candidatos negros. 

Prova oral
Na quarta etapa, dos 269 candidatos convocados para a prova oral, foram habilitados 229, sendo 223 candidatos na lista geral, 3 na lista de candidatos com deficiência e 18 na lista de candidatos negros. Os números se sobrepõem visto que alguns dos candidatos que concorreram às vagas reservadas foram habilitados na lista geral.

Esses 229 candidatos foram para a quinta e última etapa do concurso: a  prova de títulos, apenas classificatória. Nesta etapa, foram analisados os materiais enviados e atribuída nota de acordo com cada valor de título estabelecido em Edital.

Nomeações
Os atos futuros de nomeação e posse dos candidatos serão realizados conforme a conveniência administrativa e a disponibilidade orçamentária da Justiça do Trabalho.

(GL / GR - Divisão de Comunicação do CSJT)

 

Matéria atualizada às 17h37 de 17/12/2018

Divisão de Comunicação do CSJT
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
É permitida a reprodução mediante citação da fonte.
(61) 3043-4907