Publicador de conteúdo Publicador de conteúdo

Voltar

Candidatos aprovados no Concurso Nacional da Magistratura do Trabalho participam de audiência de opção de lotação

 

Os mais bem colocados puderam escolher o Tribunal Regional do Trabalho

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro Brito Pereira, presidiu, na manhã desta quarta-feira (13), a audiência de opção de lotação dos candidatos aprovados no 1º Concurso Público Nacional Unificado para Ingresso na Carreira da Magistratura do Trabalho. Os candidatos mais bem colocados puderam escolher o Tribunal Regional do Trabalho, de acordo com as vagas disponíveis para provimento.

Na abertura da audiência, o presidente enfatizou que a Justiça do Trabalho terá um ganho expressivo com o ingresso de novos magistrados extremamente qualificados. “O concurso é muito difícil e selecionou os mais bem preparados,por meio de prova de conhecimentos específicos, prova de conhecimentos gerais, provas orais e provas de títulos, bem como outras etapas exigidas no edital”, disse. “Que os Tribunais Regionais do Trabalho sejam cuidadosos com esses juízes substitutos, pois é uma marca da Justiça do Trabalho tratar muito bem os iniciantes”, completou.

As 147 vagas foram divididas entre sete Tribunais Regionais do Trabalho. O TRT da 2ª Região (SP) é o que possui mais vagas disponíveis (100); seguido pelos TRTs da 8ª (PA/AP) e 11ª (AM/RR) Regiões, com 12 vagas cada; e pelo TRT da 3ª Região (MG), com 8 vagas. Os tribunais da 14ª e 23ª Regiões (RO/AC e MT, respectivamente) possuem 7 vagas disponíveis. Completa a lista, o TRT da 24ª Região (MS), com 1 vaga.

Destaque feminino

E foi justamente essa vaga no TRT da 24ª Região a escolhida pela candidata Vivian Letícia de Oliveira, primeira colocada geral do concurso. Segundo ela, além da proximidade do Estado de Mato Grosso do Sul com o seu local de origem (Santa Catarina), a escolha se deu pelas ótimas referências vindas do TRT da 24ª Região. “Ocupar a primeira colocação é uma alegria imensa, pois ser magistrada do trabalho é um sonho”, celebrou. “Trabalho no TRT da 9ª Região (PR) como servidora e ao longo do tempo vim me familiarizando com a atuação dos magistrados e me encantando com essa atuação”, completou.

O ministro Brito Pereira fez questão de enfatizar o fato de as mulheres ocuparem não apenas a primeira colocação na classificação geral, mas também de figurarem entre os primeiros lugares nas vagas destinadas para candidatos com deficiência e candidatos negros. “Com a recente celebração do Dia Internacional da Mulher na última sexta-feira (8), é importante destacar esse cenário, pois mostra que na Justiça do Trabalho não há discriminação de gêneros”.

Final de fila

Dos 147 candidatos convocados para a audiência pública, apenas uma pessoa pediu “final de fila”. Assim, por ser da lista geral, passará a ser a 223ª candidata. Com isso, o TRT da 8ª Região ficou com uma vaga à disposição, que será oportunamente preenchida.

Posse: 5 de abril

A posse dos 146 candidatos aprovados será no dia 5 de abril, simultaneamente, nos sete Tribunais Regionais do Trabalho indicados.

Confira fotos da audiência

Aprovados no Concurso Nacional da Magistratura do Trabalho participam de audiência de opção de lotação


(AJ/GR - Divisão de Comunicação do CSJT)

 

Divisão de Comunicação do CSJT
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
É permitida a reprodução mediante citação da fonte.
(61) 3043-4907

_____________________________________________
Conteúdo de Responsabilidade da DCCSJT
Divisão de Comunicação
Email: comunica@csjt.jus.br
Telefone: (61) 3043-4907