Ir para o conteúdo

Justiça determina indenização a viúva e filhas de trabalhador morto em serviço - CSJT2

Banner Rotativo Novo 6-2

Aplicações Aninhadas

Publicador de Conteúdos e Mídias

Presidente do CSJT assina ato que reajusta valor do auxílio médico e odontológico no âmbito da  Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus

O documento foi assinado na manhã da última sexta-feira (5/8), em audiência do ministro Emmanoel Pereira com dirigentes da Fenajufe e do Sindjus/DF. 

Corregedoria encerra correição ordinária no TRT-4 (RS) com elogios e recomendações

Entre outros aspectos positivos, destaque para prazo médio dos despachos em liminares na Justiça do Trabalho gaúcha, que é de apenas um dia.

Ministro Alexandre Belmonte toma posse como conselheiro do CSJT

Ele ocupa a vaga da ministra Kátia Magalhães Arruda, cujo mandato se encerrou em junho.

Pensionamento mensal: trabalhador tem direito a reajuste de seu valor

O colegiado entendeu que mesmo tendo sido omisso o título executivo quanto aos critérios de reajuste, impõe-se determiná-lo na fase de execução sem violar a coisa julgada

Motorista de Contagem (MG) obtém R$ 100 mil de indenização após acidente que ocasionou amputação da perna esquerda

A empregadora foi condenada, ainda, ao pagamento de indenização por danos materiais, quitada em parcela única e arbitrada no valor do salário-base do motorista até 2036

Informes



Informes CSJT/TST

 

Ministro Nelson Jobim é laureado com medalha dos 80 anos da JT pelo presidente do TST

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da...

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Sessões CSJT - Sessão Telepresencial - Contatos - Gabinetes dos Conselheiros

PRESIDENTE

Ministro Emmanoel Pereira

Carolina da Silva Ferreira - Secretária-Geral do CSJT

Telefone: (61) 3043-4535

Email: csjt@csjt.jus.br

 

VICE-PRESIDENTE

Ministra Dora Maria da...

Gabinetes



CONSELHEIROS DO CSJT


PRESIDENTE
Ministro Emmanoel Pereira
Carolina da Silva Ferreira – Secretária-Geral do CSJT
Telefone: (61) 3043-4535
E-mail: csjt@csjt.jus.br

 



VICE-PRESIDENTE...

Conselheiro Cadeira 7



Des. BRASILINO SANTOS RAMOS

Representante da região Centro-Oeste

Mandato de 25/6/2021 a 24/6/2023





Conselheiro Cadeira 11



   Des.  JOSÉ ERNESTO MANZI

Representante da região Sul

Mandato de  27/5/2022 a 26/5/2024

Conselheira Cadeira 10





Desa. DÉBORA MARIA LIMA MACHADO

Representante da região Nordeste

Mandato de 27/5/2022 a 26/5/2024

Conselheiro Cadeira 06



Min.  ALEXANDRE DE SOUZA AGRA BELMONTE

Mandato de 2/8/2022 a 1º/8/2024

TRT-4 (RS): ministro Caputo Bastos inicia correição ordinária no tribunal

O ministro e sua equipe de assessores foram recebidos pelo presidente do TRT-4, desembargador Francisco Rossal de Araújo, e pelo vice-presidente, desembargador Ricardo Martins Costa.

Ministro Alexandre de Souza Agra Belmonte



ALEXANDRE DE SOUZA AGRA BELMONTE, é Ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), desde 2012.

Data da posse no CSJT: 2 de agosto de 2022

Ingressou na magistratura em abril de 1993,...

TRT-10 mantém demissão por justa causa de motorista que expôs nas redes informações sigilosas da empresa

Além das informações confidenciais, o trabalhador ainda se mostrou nos vídeos manuseando o aparelho celular enquanto dirigia, delito grave de trânsito

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Justiça determina indenização a viúva e filhas de trabalhador morto em serviço

O acidente ocorreu enquanto o trabalhador auxiliava na derrubada de árvores para construção de um curral. Ele sofreu traumatismo cranioencefálico ao ser atingido por um galho. 

20/05/2022 - A viúva e as duas filhas de um trabalhador atingido por uma árvore, em uma fazenda da região de Tangará da Serra (MT), serão indenizadas por danos morais. A decisão da Primeira Turma de Julgamento do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT) também determinou o pagamento de pensão mensal para a companheira do trabalhador até a data em que ele completaria 76,3 anos.

Ouça na Radioagência TRT

O acidente fatal ocorreu enquanto o trabalhador auxiliava na derrubada de árvores para construção de curral na fazenda. Ele estava no local para carregar e puxar a madeira cortada quando sofreu traumatismo cranioencefálico ao ser atingido por galho durante a queda de uma árvore cortada com motosserra por outro trabalhador.

A família buscou a Vara do Trabalho de Tangará da Serra, que atendeu os pedidos e determinou o pagamento de indenização por danos morais e pensão à viúva. A empresa, no entanto, recorreu da decisão ao tribunal e alegou que o acidente ocorreu por culpa exclusiva da vítima, que não observou as normas de segurança de senso comum.  Disse ainda que ele teria ignorado o aviso do operador de motosserra para que todos se afastassem da base da árvore.

Os argumentos não foram aceitos pela 1ª Turma de Julgamento do TRT, já que os próprios depoimentos de testemunhas, incluindo até mesmo o do representante da empresa, provaram o contrário. Ficou demonstrado que o empregador foi negligente na adoção de medidas preventivas de acidentes de trabalho e ineficiente na instrução dos trabalhadores sobre os riscos da atividade.

O depoimento do representante da empresa mostrou, inclusive, que o trabalhador morto em serviço não estava no local do acidente por livre e espontânea vontade, como foi alegado na defesa. Também ficou evidente a ausência de treinamento adequado para os trabalhadores e a falta de Equipamentos de Proteção Individual já que não havia sequer capacetes disponíveis para os empregados.

Responsabilidade

O relator do processo, desembargador Tarcísio Valente, explicou que, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal, em sede de repercussão geral, é constitucional responsabilizar o empregador de forma objetiva, ou seja, sem discutir a culpa, nos casos especificados em lei ou quando a atividade apresentar maior risco do que outras.

Ao analisar a jurisprudência e a doutrina jurídica, o relator concluiu que a extração de madeira em floresta nativa tem grau de risco 4, o maior nível dentre as atividades econômicas registradas na Norma Regulamentadora n.4 do Governo Federal. “A meu ver, a responsabilidade da Ré é objetiva, porquanto suas atividades - principal e secundárias - expõem os empregados a uma maior probabilidade de sofrer acidentes, se comparados aos demais membros da coletividade”, explicou. 

Ressaltou, ainda, que “a situação fática evidenciada também é apta a atrair a incidência da responsabilidade objetiva indireta, com fulcro no art. 932, III e art. 933 do CC”, bem como que também estaria “caracterizada a responsabilidade subjetiva, visto que a Ré evidentemente incorreu em culpa, ao não propiciar um ambiente de trabalho seguro e saudável.”

Segundo o desembargador, é inegável que a morte de um ente querido traz prejuízos inimagináveis à família.  “O falecimento do trabalhador autoriza o pagamento de dano moral reflexo para a sua família e qualquer pessoa com relação especial afetiva com o acidentado, sendo presumido o abalo moral da companheira e das filhas”.

A viúva irá receber R$ 50 mil e cada uma das duas filhas R$18.7 mil como indenização por danos morais. Já a pensão mensal será devida até o ano em que o trabalhador completaria 76,3 anos, conforme expectativa de vida registrada pelo IBGE, ou até o falecimento da companheira. “Uma vez constatados o dano, o nexo causal e a responsabilidade - tanto objetiva como subjetiva - da reclamada, há o dever de indenizar a viúva e as filhas pelo acidente que vitimou o obreiro”, concluiu o relator.

PJe - 0000243-07.2020.5.23.0121

Confira a decisão 

Fonte: TRT da 23ª Região (MT)

Publicador de Conteúdos e Mídias

Presidente do CSJT assina ato que reajusta valor do auxílio médico e odontológico no âmbito da  Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus

O documento foi assinado na manhã da última sexta-feira (5/8), em audiência do ministro Emmanoel Pereira com dirigentes da Fenajufe e do Sindjus/DF. 

Corregedoria encerra correição ordinária no TRT-4 (RS) com elogios e recomendações

Entre outros aspectos positivos, destaque para prazo médio dos despachos em liminares na Justiça do Trabalho gaúcha, que é de apenas um dia.

Ministro Alexandre Belmonte toma posse como conselheiro do CSJT

Ele ocupa a vaga da ministra Kátia Magalhães Arruda, cujo mandato se encerrou em junho.

Pensionamento mensal: trabalhador tem direito a reajuste de seu valor

O colegiado entendeu que mesmo tendo sido omisso o título executivo quanto aos critérios de reajuste, impõe-se determiná-lo na fase de execução sem violar a coisa julgada

Motorista de Contagem (MG) obtém R$ 100 mil de indenização após acidente que ocasionou amputação da perna esquerda

A empregadora foi condenada, ainda, ao pagamento de indenização por danos materiais, quitada em parcela única e arbitrada no valor do salário-base do motorista até 2036

Informes



Informes CSJT/TST

 

Ministro Nelson Jobim é laureado com medalha dos 80 anos da JT pelo presidente do TST

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da...

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Sessões CSJT - Sessão Telepresencial - Contatos - Gabinetes dos Conselheiros

PRESIDENTE

Ministro Emmanoel Pereira

Carolina da Silva Ferreira - Secretária-Geral do CSJT

Telefone: (61) 3043-4535

Email: csjt@csjt.jus.br

 

VICE-PRESIDENTE

Ministra Dora Maria da...

Gabinetes



CONSELHEIROS DO CSJT


PRESIDENTE
Ministro Emmanoel Pereira
Carolina da Silva Ferreira – Secretária-Geral do CSJT
Telefone: (61) 3043-4535
E-mail: csjt@csjt.jus.br

 



VICE-PRESIDENTE...

Conselheiro Cadeira 7



Des. BRASILINO SANTOS RAMOS

Representante da região Centro-Oeste

Mandato de 25/6/2021 a 24/6/2023





Conselheiro Cadeira 11



   Des.  JOSÉ ERNESTO MANZI

Representante da região Sul

Mandato de  27/5/2022 a 26/5/2024

Conselheira Cadeira 10





Desa. DÉBORA MARIA LIMA MACHADO

Representante da região Nordeste

Mandato de 27/5/2022 a 26/5/2024

Conselheiro Cadeira 06



Min.  ALEXANDRE DE SOUZA AGRA BELMONTE

Mandato de 2/8/2022 a 1º/8/2024

TRT-4 (RS): ministro Caputo Bastos inicia correição ordinária no tribunal

O ministro e sua equipe de assessores foram recebidos pelo presidente do TRT-4, desembargador Francisco Rossal de Araújo, e pelo vice-presidente, desembargador Ricardo Martins Costa.

Ministro Alexandre de Souza Agra Belmonte



ALEXANDRE DE SOUZA AGRA BELMONTE, é Ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), desde 2012.

Data da posse no CSJT: 2 de agosto de 2022

Ingressou na magistratura em abril de 1993,...

TRT-10 mantém demissão por justa causa de motorista que expôs nas redes informações sigilosas da empresa

Além das informações confidenciais, o trabalhador ainda se mostrou nos vídeos manuseando o aparelho celular enquanto dirigia, delito grave de trânsito

Mais notícias

Tema - Video Página Inicial

Espaço

 

Menu Lateral Direito - TEMA

Banner lateral peg 2

 

Tema - NOTÍCIAS DOS TRTs

 
NOTÍCIAS DOS TRTs

Publicador de Conteúdos e Mídias

Presidente do CSJT assina ato que reajusta valor do auxílio médico e odontológico no âmbito da  Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus

O documento foi assinado na manhã da última sexta-feira (5/8), em audiência do ministro Emmanoel Pereira com dirigentes da Fenajufe e do Sindjus/DF. 

Corregedoria encerra correição ordinária no TRT-4 (RS) com elogios e recomendações

Entre outros aspectos positivos, destaque para prazo médio dos despachos em liminares na Justiça do Trabalho gaúcha, que é de apenas um dia.

Ministro Alexandre Belmonte toma posse como conselheiro do CSJT

Ele ocupa a vaga da ministra Kátia Magalhães Arruda, cujo mandato se encerrou em junho.

Pensionamento mensal: trabalhador tem direito a reajuste de seu valor

O colegiado entendeu que mesmo tendo sido omisso o título executivo quanto aos critérios de reajuste, impõe-se determiná-lo na fase de execução sem violar a coisa julgada

Motorista de Contagem (MG) obtém R$ 100 mil de indenização após acidente que ocasionou amputação da perna esquerda

A empregadora foi condenada, ainda, ao pagamento de indenização por danos materiais, quitada em parcela única e arbitrada no valor do salário-base do motorista até 2036

Informes



Informes CSJT/TST

 

Ministro Nelson Jobim é laureado com medalha dos 80 anos da JT pelo presidente do TST

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da...

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Sessões CSJT - Sessão Telepresencial - Contatos - Gabinetes dos Conselheiros

PRESIDENTE

Ministro Emmanoel Pereira

Carolina da Silva Ferreira - Secretária-Geral do CSJT

Telefone: (61) 3043-4535

Email: csjt@csjt.jus.br

 

VICE-PRESIDENTE

Ministra Dora Maria da...

Gabinetes



CONSELHEIROS DO CSJT


PRESIDENTE
Ministro Emmanoel Pereira
Carolina da Silva Ferreira – Secretária-Geral do CSJT
Telefone: (61) 3043-4535
E-mail: csjt@csjt.jus.br

 



VICE-PRESIDENTE...

Conselheiro Cadeira 7



Des. BRASILINO SANTOS RAMOS

Representante da região Centro-Oeste

Mandato de 25/6/2021 a 24/6/2023





Conselheiro Cadeira 11



   Des.  JOSÉ ERNESTO MANZI

Representante da região Sul

Mandato de  27/5/2022 a 26/5/2024

Conselheira Cadeira 10





Desa. DÉBORA MARIA LIMA MACHADO

Representante da região Nordeste

Mandato de 27/5/2022 a 26/5/2024

Conselheiro Cadeira 06



Min.  ALEXANDRE DE SOUZA AGRA BELMONTE

Mandato de 2/8/2022 a 1º/8/2024

TRT-4 (RS): ministro Caputo Bastos inicia correição ordinária no tribunal

O ministro e sua equipe de assessores foram recebidos pelo presidente do TRT-4, desembargador Francisco Rossal de Araújo, e pelo vice-presidente, desembargador Ricardo Martins Costa.

Ministro Alexandre de Souza Agra Belmonte



ALEXANDRE DE SOUZA AGRA BELMONTE, é Ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), desde 2012.

Data da posse no CSJT: 2 de agosto de 2022

Ingressou na magistratura em abril de 1993,...

TRT-10 mantém demissão por justa causa de motorista que expôs nas redes informações sigilosas da empresa

Além das informações confidenciais, o trabalhador ainda se mostrou nos vídeos manuseando o aparelho celular enquanto dirigia, delito grave de trânsito

Mais notícias - TRTs

Banner lateral peg 1

 

Banner lateral peg 3