Ir para o conteúdo

Familiares de assistente social que faleceu após contrair malária obtêm indenização - CSJT2

Banner Rotativo Novo 6-2

Aplicações Aninhadas

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Familiares de assistente social que faleceu após contrair malária obtêm indenização

Na decisão, o relator explicou que a ocorrência do dano moral na hipótese de acidente de trabalho com nexo causal e culpa da reclamada é presumida e não depende de prova

Imagem: mosquito no braço de uma pessoa

Imagem: mosquito no braço de uma pessoa

15/08/2022 - A 17ª Turma do TRT da 2ª Região (SP) condenou as empresas Diagonal e Vale a pagarem indenização por dano moral de R$ 300 mil a três familiares de uma assistente social. A mulher faleceu após contrair malária em Moçambique, zona endêmica da doença. Ela era empregada da Diagonal e foi transferida para o país africano a fim de exercer atribuições em um projeto de assentamento de obra viária executado pela Vale, tomadora dos serviços. 

O cônjuge e as filhas da trabalhadora ajuizaram ação requerendo o pagamento de indenizações por dano moral e material decorrentes da doença. Na defesa, a Diagonal argumentou que foram fornecidos equipamentos de proteção individual (EPIs) à empregada para minimizar os riscos de contaminação, mas, mesmo sendo treinada, ela atuou com negligência. Já a Vale alegou que a profissional pode ter contraído a doença em viagem de lazer a uma cidade praiana, também endêmica, dias antes do desembarque no Brasil.

No entanto, de acordo com fotografia juntada ao processo, a trabalhadora não vestia roupa com mangas compridas nem utilizava demais EPI’s quando estava em campo, o que “evidencia a culpa da empregadora e da tomadora dos serviços” na falta de fiscalização, conforme o desembargador-relator, Álvaro Alves Nôga. Baseado no laudo pericial, o magistrado concluiu que a alegação de culpa exclusiva da vítima não se confirmou.

Na decisão, o relator explicou que “a ocorrência do dano moral na hipótese de acidente de trabalho com nexo causal e culpa da reclamada é presumida. Não depende de prova, já que é de natureza imaterial”, destacou. Segundo ele, o sofrimento experimentado pelas filhas e pelo cônjuge da reclamante é patente. Com isso, reformou o valor concedido em 1º grau a título de danos morais, de R$ 50 mil para 100 mil a cada um dos três autores.

Além disso, as empresas foram condenadas a pagar indenização por dano material, consistente em pensão mensal ao cônjuge da falecida. Na decisão, foi pontuado que a dependência econômica  do homem com a mulher é presumida e absoluta, “uma vez que o casamento pressupõe a mutualidade de esforços para a manutenção da família”. Nesse ponto, o relator manteve a decisão de origem, que fixou o pagamento de pensão mensal equivalente a 2/3 da remuneração, “de forma a deduzir o quinhão que se presume suficiente para o sustento pessoal da vítima”.

Por fim, considerando que se trata de reparação civil e não de verbas trabalhistas, a Turma reformou a sentença e condenou a Vale de forma solidária, e não subsidiária.

Fonte: TRT da 2ª Região (SP)

Publicador de Conteúdos e Mídias

Informes



Informes CSJT/TST

 

Desafios do teletrabalho às relações trabalhistas é o tema do mês da Biblioteca do TST

O Tema do Mês de setembro da Biblioteca Délio Maranhão do Tribunal...

Técnico em segurança do trabalho ausente durante explosão reverte demissão por justa causa

A relatora do caso destacou um relatório de auditor fiscal do trabalho que apontou infrações graves a normas de segurança nas instalações da empresa. Houve 26 autos de infração. 

TRT-MG exclui responsabilidade de filhos por direitos trabalhistas de cuidadora contratada por pais idosos

Testemunha, que ia à casa do casal duas vezes por semana, contou nunca ter visto os filhos na residência e que os idosos eram aposentados, lúcidos e com boa memória

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Tecnologia da Informação e Comunicação - Governança - Contratos de TIC

Contratos mantidos pelo CSJT


Relação de contratos de TIC do CSJT, por exercício  financeiro -  Ciclo PE-CSJT 2021 a 2026.

 

Exercício 2022





Objeto
Beneficiário
...

Futuro da Justiça do Trabalho é tema de workshop no TST

O evento contou com a apresentação de conferências, oficinas e projetos sociais desenvolvidos pelos TRTs.

Executômetro - coluna 2 - 2022














TRT-01

TRT-15

TRT-02

TRT-09

TRT-10

TRT-05

TRT-24

TRT-21

TRT-14

Mantida justa causa de trabalhador de laticínio em Caxambu(MG) que se recusou a mudar de setor

Para a relatora, não foi demonstrada a prática de ato ilícito, pela fábrica, que possa ter ferido a honra e a dignidade do ex-empregado

Publicador de Conteúdos e Mídias

Informes



Informes CSJT/TST

 

Desafios do teletrabalho às relações trabalhistas é o tema do mês da Biblioteca do TST

O Tema do Mês de setembro da Biblioteca Délio Maranhão do Tribunal...

Técnico em segurança do trabalho ausente durante explosão reverte demissão por justa causa

A relatora do caso destacou um relatório de auditor fiscal do trabalho que apontou infrações graves a normas de segurança nas instalações da empresa. Houve 26 autos de infração. 

TRT-MG exclui responsabilidade de filhos por direitos trabalhistas de cuidadora contratada por pais idosos

Testemunha, que ia à casa do casal duas vezes por semana, contou nunca ter visto os filhos na residência e que os idosos eram aposentados, lúcidos e com boa memória

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Tecnologia da Informação e Comunicação - Governança - Contratos de TIC

Contratos mantidos pelo CSJT


Relação de contratos de TIC do CSJT, por exercício  financeiro -  Ciclo PE-CSJT 2021 a 2026.

 

Exercício 2022





Objeto
Beneficiário
...

Futuro da Justiça do Trabalho é tema de workshop no TST

O evento contou com a apresentação de conferências, oficinas e projetos sociais desenvolvidos pelos TRTs.

Executômetro - coluna 2 - 2022














TRT-01

TRT-15

TRT-02

TRT-09

TRT-10

TRT-05

TRT-24

TRT-21

TRT-14

Mantida justa causa de trabalhador de laticínio em Caxambu(MG) que se recusou a mudar de setor

Para a relatora, não foi demonstrada a prática de ato ilícito, pela fábrica, que possa ter ferido a honra e a dignidade do ex-empregado

Mais notícias

Tema - Video Página Inicial

Espaço

 

Menu Lateral Direito - TEMA

Banner lateral peg 2

 

Tema - NOTÍCIAS DOS TRTs

 
NOTÍCIAS DOS TRTs

Publicador de Conteúdos e Mídias

Informes



Informes CSJT/TST

 

Desafios do teletrabalho às relações trabalhistas é o tema do mês da Biblioteca do TST

O Tema do Mês de setembro da Biblioteca Délio Maranhão do Tribunal...

Técnico em segurança do trabalho ausente durante explosão reverte demissão por justa causa

A relatora do caso destacou um relatório de auditor fiscal do trabalho que apontou infrações graves a normas de segurança nas instalações da empresa. Houve 26 autos de infração. 

TRT-MG exclui responsabilidade de filhos por direitos trabalhistas de cuidadora contratada por pais idosos

Testemunha, que ia à casa do casal duas vezes por semana, contou nunca ter visto os filhos na residência e que os idosos eram aposentados, lúcidos e com boa memória

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Tecnologia da Informação e Comunicação - Governança - Contratos de TIC

Contratos mantidos pelo CSJT


Relação de contratos de TIC do CSJT, por exercício  financeiro -  Ciclo PE-CSJT 2021 a 2026.

 

Exercício 2022





Objeto
Beneficiário
...

Futuro da Justiça do Trabalho é tema de workshop no TST

O evento contou com a apresentação de conferências, oficinas e projetos sociais desenvolvidos pelos TRTs.

Executômetro - coluna 2 - 2022














TRT-01

TRT-15

TRT-02

TRT-09

TRT-10

TRT-05

TRT-24

TRT-21

TRT-14

Mantida justa causa de trabalhador de laticínio em Caxambu(MG) que se recusou a mudar de setor

Para a relatora, não foi demonstrada a prática de ato ilícito, pela fábrica, que possa ter ferido a honra e a dignidade do ex-empregado

Mais notícias - TRTs

Banner lateral peg 1

 

Banner lateral peg 3