Ir para o conteúdo

Empresa deve indenizar trabalhadora acusada de furto e obrigada a realizar venda casada - CSJT2

Banner Rotativo Novo 6-2

Aplicações Aninhadas

Publicador de Conteúdos e Mídias

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Colegiados Temáticos - Grupos de Trabalho- Texto sobre Grupos de Trabalho

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Texto sobre Subcomitês

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Comissões - Texto sobre Comissões

São os colegiados que representam a área temática "prestação jurisdicional" para tratar de iniciativas e assuntos finalísticos ligados diretamente ao cumprimento da missão institucional. São...

Colegiados Temáticos - Comitês - Texto sobre Comitês

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Botão Quadrado das Subcomitês

 

 

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Botão Quadrado das Subcomitês

 

 

Publicador de Conteúdos e Mídias

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Colegiados Temáticos - Grupos de Trabalho- Texto sobre Grupos de Trabalho

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Texto sobre Subcomitês

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Comissões - Texto sobre Comissões

São os colegiados que representam a área temática "prestação jurisdicional" para tratar de iniciativas e assuntos finalísticos ligados diretamente ao cumprimento da missão institucional. São...

Colegiados Temáticos - Comitês - Texto sobre Comitês

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Botão Quadrado das Subcomitês

 

 

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Botão Quadrado das Subcomitês

 

 

Publicador de Conteúdos e Mídias

SIGEP-JT

Manuais e videoaulas do SIGEP-JT

Colegiados Temáticos - Grupos de Trabalho- Texto sobre Grupos de Trabalho

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Texto sobre Subcomitês

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Comissões - Texto sobre Comissões

São os colegiados que representam a área temática "prestação jurisdicional" para tratar de iniciativas e assuntos finalísticos ligados diretamente ao cumprimento da missão institucional. São...

Colegiados Temáticos - Comitês - Texto sobre Comitês

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nunc sit amet enim faucibus, pretium lectus ut, sollicitudin velit. In sit amet luctus nisl. Proin sodales porta nulla, ut accumsan magna...

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Botão Quadrado das Subcomitês

 

 

Colegiados Temáticos - Subcomitês - Botão Quadrado das Subcomitês

 

 

Mais notícias

Tema - Video Página Inicial

Espaço

 

Menu Lateral Direito - TEMA

Banner lateral peg 2

 

Tema - NOTÍCIAS DOS TRTs

 
NOTÍCIAS DOS TRTs

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Empresa deve indenizar trabalhadora acusada de furto e obrigada a realizar venda casada

Segundo a reclamante, era prática corriqueira enganar os consumidores para vender as garantias e seguros a qualquer custo

Imagem: pessoa usando computador enquanto segura nota fiscal

Imagem: pessoa usando computador enquanto segura nota fiscal

29/11/2022 - Após ser acusada de furtar o caixa da loja e ser obrigada a fazer vendas casadas, uma trabalhadora garantiu na justiça indenização de R$ 20 mil por danos morais. A decisão foi da 1ª Vara do Trabalho de Tangará da Serra (MT). A profissional começou a trabalhar na empresa em novembro de 2020 e foi dispensada sem justa causa em março de 2021. Ela buscou a Justiça do Trabalho para denunciar que havia sido vítima de assédio pela gerente, que a obrigava a incluir nas vendas uma garantia sem consentimento ou ciência do cliente, o que aumentava o preço do produto.

Segundo a reclamante, era prática corriqueira enganar os consumidores para vender as garantias e seguros a qualquer custo. Ela revelou que já tinha tido compras canceladas porque os clientes não aceitaram incluir as garantias e a gerente não deixou finalizar as vendas. Contou ainda que reuniões eram realizadas pela gerente para cobrar a conduta dos empregados que, segundo a trabalhadora, deixavam todos constrangidos.

Conforme a decisão, proferida pelo juiz Mauro Vaz Curvo, para configuração do dano moral é necessário que o ato praticado pelo empregador repercuta na imagem do trabalhador, de modo a lesar a honra ou atentar contra sua dignidade. “No caso dos autos ficou demonstrada a existência de venda casada de produtos e serviços. Os vendedores enganavam os clientes, colocando os serviços sem o seu conhecimento”, frisou.

A venda casada, segundo o magistrado, tem como principal vítima o consumidor. No entanto, também afeta o trabalhador, que tem a honra e a dignidade violadas por ser obrigado a cometer ato ilícito, razão pela qual, segundo o magistrado, é cabível a indenização por dano moral. “A conduta patronal abusiva impõe ao empregado um conjunto de práticas ilícitas, como a 'venda casada' dos produtos, obrigando-o a ludibriar o consumidor e, portanto, a cometer ato ilícito”, concluiu.

Após a análise das provas testemunhais e documentais, e com base em jurisprudências do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ficou comprovada a prática ilícita da empresa. O estabelecimento foi condenado a pagar R$ 8 mil de indenização à profissional. 

Furto

Além de ser obrigada a realizar venda casada, a trabalhadora também foi acusada de furto pela gerente da loja. A profissional chegou a receber três advertências pelo suposto crime e, apesar de ter pedido para que conferissem o cofre, a empresa não aceitou. As testemunhas do processo confirmaram as acusações, feitas na frente dos colegas.

“Comprovada a acusação de furto à empregada, de forma irresponsável e leviana, constitui ato abusivo do empregador e, como tal, capaz de gerar indenização por danos morais”, disse o juiz da causa.

O magistrado explicou que, conforme jurisprudência do TST, não é necessário a comprovação do prejuízo sofrido, apenas a comprovação do fato é suficiente para gerar dever de indenizar. Observada a gravidade da conduta, a empresa foi condenada a pagar R$ 12 mil reais de indenização por danos morais pelas acusações indevidas de furto.


Fonte: TRT da 23ª Região (MT)

Mais notícias - TRTs

Banner lateral peg 1

 

Banner lateral peg 3