Notícias

Voltar CSJT conquista primeiro lugar no ranking da transparência do CNJ pelo segundo ano consecutivo

O conselho atendeu 98,95% dos itens na avaliação referente aos conselhos e tribunais superiores.

Foto do troféu da ranking Transparência do Poder Judiciário 2023. (Foto: Bárbara Cabral - Secom/TST)

Foto do troféu da ranking Transparência do Poder Judiciário 2023. (Foto: Bárbara Cabral - Secom/TST)

29/8/22 - Pelo segundo ano consecutivo, o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) ficou em primeiro no Ranking da Transparência do Poder Judiciário na avaliação referente aos conselhos e tribunais superiores. O CSJT atendeu 98,95% dos itens avaliados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A premiação foi anunciada nesta segunda-feira (28), durante a 2ª Reunião Preparatória do 17º Encontro Nacional do Poder Judiciário. O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do CSJT, ministro Lelio Bentes Corrêa, celebrou a conquista e destacou que o prêmio pelo segundo ano consecutivo demonstra o compromisso contínuo do CSJT em tornar a Justiça do Trabalho cada vez mais transparente para a sociedade.

“O prêmio traduz o reconhecimento do compromisso e dedicação dos magistrados, magistradas, servidoras e servidores do conselho, que não medem esforços para fazer do CSJT um exemplo para toda a Justiça do Trabalho, cumprindo fielmente a sua missão de exercer a supervisão e a uniformização administrativa, orçamentária, financeira e patrimonial no primeiro e segundo graus”, disse. “É fundamental buscar sempre a excelência, em benefício não só da instituição, mas de toda a sociedade”, completou.

Ministro Lelio Bentes recebeu o troféu da presidente do STF e do CNJ, ministra Rosa Weber. (Foto: Romulo Serpa/Ag.CNJ)

Tribunais Regionais

O ministro também fez questão de parabenizar os Tribunais Regionais do Trabalho que se destacaram na premiação, em especial o TRT da 24ª Região (MS), que conquistou o primeiro lugar geral do ranking ao atender 100% dos itens avaliados. O TRT-24 foi o único tribunal do Trabalho a alcançar a avaliação máxima do CNJ.

“Minha saudação especial ao TRT de Mato Grosso do Sul, que conquistou um feito digno de muitas congratulações", disse.  "Parabéns à administração do tribunal, às magistradas, magistrados, servidoras e servidores, além, é claro, dos trabalhadores e trabalhadoras terceirizados, estagiárias e estagiários, cuja dedicação permitiu ao TRT-24 alcançar esse lugar de destaque, como o tribunal do Trabalho com a melhor transparência do Brasil”, completou.

Ao comentar a pontuação máxima no ranking, o presidente do TRT da 24ª Região (MS) explicou que o tribunal vem buscando, de forma acelerada e contínua, alcançar o objetivo de ser um órgão de ampla transparência. “O Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região está fortemente empenhado em demonstrar para a população a forma em que promove, em benefício do cidadão, o gasto do dinheiro público, além de todas as suas ações de natureza administrativa”, disse.

Outros TRTs que se destacaram no ranking geral e completam o top cinco do ranking da Justiça do Trabalho são: TRTs da 4ª Região (RS), com 99,02%; o TRT da 22ª (PI), com 98,05%; e os TRTs da 1ª Região (RJ) da 20 Região (SE), ambos com 97,07%.

Ranking

Instituído pela Resolução do CNJ 260/2018, o Ranking da Transparência do Poder Judiciário está em sua quinta edição. A ferramenta foi criada para estimular os órgãos do Judiciário a disponibilizarem suas informações de forma mais precisa e padronizada.

Confira o Ranking da Transparência 2023 do CNJ.

(Secom/TST)

Rodapé Responsável DCCSJT