Menu de Navegação

Notícias

null Primeiro ato do ministro Emmanoel Pereira na presidência do CSJT libera recursos financeiros aos TRTs

Os recursos são destinados ao pagamento de pessoal, custeio e Requisições de Pequeno Valor (RPV) referentes ao mês de fevereiro.

Fachada lateral de concreto da edifício-sede do TST e do CSJT.

Fachada lateral de concreto da edifício-sede do TST e do CSJT.

18/2/2022 - O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro Emmanoel Pereira, assinou, nesta sexta-feira (18/2), despacho autorizando a programação financeira de R$ 1.122.379.766,61 do Tesouro Nacional para a Justiça do Trabalho de 1º e 2º graus. A assinatura do despacho foi o primeiro ato do ministro Emmanoel Pereira como presidente do CSJT.

O documento autoriza a Secretaria de Orçamento e Finanças do CSJT a realizar o sub-repasse de recursos aos Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) para o pagamento de pessoal (ativo e inativo), custeio e Requisições de Pequeno Valor (RPV).

Dos mais de R$ 1,2 bi previstos para fevereiro, mais de R$ 950,6 milhões são para pagamento de pessoal, RS 160,1 milhões para custeio de benefícios e manutenção, além de R$ 11,5 milhões para sentenças de pequeno valor.

Nova diretação

O ministro Emmanoel Pereira tomou posse na última quarta-feira (16/2). Além do ministro, foram empossados na direção do TST e do CSJT, a ministra Dora Maria da Costa, vice-presidente, e o ministro Caputo Bastos, no cargo de Corregedor-Geral da Justiça do Trabalho.

Saiba mais: Ministro Emmanoel Pereira toma posse como presidente do TST e do CSJT

Com informações da Secretaria de Orçamento e Finanças do CSJT

Rodapé Responsável DCCSJT