Menu de Navegação

Notícias

null CSJT anuncia resultado do julgamento dos recursos do Concurso da Magistratura do Trabalho

O presidente da Comissão Executiva Nacional do Concurso Público Nacional Unificado para ingresso na carreira da Magistratura do Trabalho, ministro do TST Hugo Scheuermann, anunciou, nesta terça-feira (14), o resultado do julgamento dos recursos interpostos na terceira etapa do certame. 

Na sessão, inicialmente foram julgados os recursos interpostos ao resultado da avaliação da veracidade da autodeclaração de candidatos negros ou pardos e, posteriormente, foram divulgados os resultados do julgamento dos recursos interpostos ao resultado da análise da comprovação da atividade jurídica.

Candidatos negros ou pardos

Dos cinco recursos interpostos perante a Comissão Especial criada para avaliar a autodeclaração das pessoas inscritas como negras ou pardas, quatro foram providos, segundo a ministra Dora Maria da Costa, presidente da Comissão.

Antes de passar à sessão da comprovação da atividade jurídica, o ministro Scheuermann elogiou o trabalho da Comissão Especial. “Gostaria de cumprimentar e agradecer à ministra Dora pela condução dos trabalhos na comissão especial”, destacou.

Tempo de atividade jurídica

Dois recursos foram interpostos quanto à comprovação da atividade jurídica. Segundo o ministro Scheuermann, presidente da Comissão Executiva Nacional do Concurso, foi negado provimento aos recursos, por não ter ficado comprovado que os candidatos exerceram três anos de atividade jurídica, conforme exigência do Edital do Concurso.

“Agradeço mais uma vez a atuação dos membros integrantes da Comissão Especial, da Comissão Executiva Nacional e da Comissão Multiprofissional formadas por ministros e servidores do TST, dos TRTs da 2ª e da 15ª Regiões”, pontuou. E finalizou: “Agradeço também à Associação dos Médicos de Hospitais Privados do DF e a todos que, de alguma forma, contribuíram para o bom andamento desta Terceira Etapa”. 

A 3ª etapa do Concurso Nacional Unificado da Magistratura compreende as fases de inscrição definitiva, exames de sanidade física e mental, sindicância de vida pregressa e investigação social, além das avaliações pelas comissões especial e multiprofissional e envio de títulos para posterior análise.

(GL/GR)

 


(Fonte: Divisão de Comunicação Social do CSJT, com informações da secretaria do Concurso Nacional Unificado)

Divisão de Comunicação do CSJT
Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
É permitida a reprodução mediante citação da fonte.
(61) 3043-4907 
 

Rodapé Responsável DCCSJT

Conteúdo de Responsabilidade da SECOM/TST
Telefone: (61) 3043-7882
E-mail: secom@tst.jus.br