Ir para o conteúdo

Acordo firmado no Rio Grande do Sul garante pagamentos a cerca de 200 trabalhadores terceirizados de secretaria municipal - CSJT2

Aplicações Aninhadas

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Aplicações Aninhadas

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Publicador de conteúdo web (Global)

Conciliação Trabalhista - Início - Banner Superior Direito

 

Banner2 - Conciliação Trabalhista

Publicador de conteúdo web (Global)

NOTÍCIAS
 

Publicador de Conteúdos e Mídias

null Acordo firmado no Rio Grande do Sul garante pagamentos a cerca de 200 trabalhadores terceirizados de secretaria municipal

Audiência foi realizada por meio de videoconferência

Um acordo firmado entre o Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação (SEEAC/RS) e uma prestadora de serviços terceirizados definiu o pagamento de verbas devidas a cerca de 200 trabalhadores que atuaram na Secretaria Municipal de Educação de Rio Grande (SMED). As parcelas referem-se a salários, vales-transporte e vales-refeição, inadimplidos desde o mês de maio, e a verbas rescisórias. Os contratos dos trabalhadores foram rescindidos sem justa causa em agosto. O sindicato anotou a saída nas carteiras de trabalho e forneceu a documentação para saque do FGTS e encaminhamento do seguro-desemprego.

O acordo foi conduzido pela juíza Rachel de Souza Carneiro Méndez, titular da 2ª Vara do Trabalho de Rio Grande. A audiência de conciliação, realizada por meio de videoconferência, ocorreu no dia 13/10.

Para o cumprimento do acordo, serão utilizados valores bloqueados pela magistrada junto ao município de Rio Grande, referentes a créditos da empresa com o ente público. Parte da quantia (R$ 900 mil) já se encontra depositada no processo, devendo o restante (R$ 1,04 milhão) ser complementado pelo município de Rio Grande até o dia 20 deste mês. O município ainda depositará R$ 18,7 mil referentes às contribuições previdenciárias, na mesma data.

O valor líquido do acordo é de  R$ 1,77 milhões para os trabalhadores, mais honorários advocatícios de R$ 177,1 mil. Os valores serão liberados ao sindicato mediante alvará a ser expedido no próximo dia 21, para pagamento individualizado aos trabalhadores.

Fonte: TRT da 4ª Região (RS) 

Ver todas as notícias

Conciliação Trabalhista - Início - Banner Publicidade

Aplicações Aninhadas

Aplicações Aninhadas

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 1

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 2

Conciliação Trabalhista - Início - Rodapé Banner 3